despidos de vaidade para o encontro com a humildade

Encontramo-nos despidos das nossas vaidades e do agitar do dia, para em silêncio - pararmos e contemplarmos.

 

Os discípulos de Jesus fugiram diante do sofrimento do mestre.

 

Imagina que marcas profundas ficaram gravadas no coração de cada um deles.

 

Imagina-os sozinhos neste dia em que Jesus é morto, assassinado, crucificado… 

Como poderiam Eles reconhecer Deus num homem derrotado e tão cruelmente humilhado? 

Procura, na tua oração, mergulhar na experiência de seres discípulo de um mestre como Ele, que por amor entrega a sua vida e está ali, pendurado na cruz.

E nos últimos momentos de vida, antes de entregar o espírito ao Pai, Jesus disse: «Tudo está consumado».

 

És convidado a entrar na vida mais íntima de Jesus e a percorrer juntamente com Ele este caminho intenso e profundo.

 

Deixemos que o silêncio abunde a nossa vida.