a propósito de Isaías 53, 1-10

Vemos gente desprezada, abandonada pelos homens, cheios de dores, habituados ao sofrimento e desconsiderados pela sociedade. E são tantas as situações de sofrimento pela qual atravessamos e atravessa a nossa sociedade. 

Temos de ser capazes de olharmos para os momentos de sofrimento e dar-lhes um sentido. Perceber que esses momentos de dor e de luto são momentos e oportunidades fortes para repensarmos na vida e para repensarmos na forma como vamos vivendo diariamente. 

Acho que é isso que nos espera - esta capacidade de olharmos com outros olhos para a forma como agimos perante a doença e perante a fragilidade humana. 

Porque o nosso crescimento espiritual crescerá, não quando tivermos derrotado as nossas misérias, mas quando começarmos a viver a verdade de nós mesmos, isto é, quando começarmos a aceitar-nos com as nossas fragilidades. 

Nós somos as nossas imperfeições, nós somos as nossas feridas, nós nossos as falhas que existem dentro de nós.

 

Aceitemos a nossa vida como ela é!

a nossa vida espiritual é uma caminhada progressiva, que pode ser alimentada com parágrafos e palavras que são escritas diariamente.

- aqui poderás encontrar, diariamente, algo que te ajudará a fazer caminho -

This Place Is A Shelter - Ólafur Arnalds
00:00 / 00:00