Buscar
  • Antonino de Sousa

fazer de uma vida quebrada, uma vida amada

Há tanta gente que vive sem rumo, sem um caminho para trilhar; pessoas que não acreditam no seu futuro, que pensam que não são dignos para fazer isto ou aquilo, ou porque caíram e se magoaram, ou porque estão desfeitos em cacos e sem força para se levantarem.


Mas todos temos esta capacidade de restaurar, de fazer de uma vida quebrada uma vida amada. Recomeçar não só é possível como é necessário. Temos que acreditar nas nossas virtudes ou nas nossas capacidades mesmo que a nossa vida esteja em fragmentos, desconfigurada ou em cacos.


É possível recomeçar de novo.Acreditemos que é possível levantar-se mesmo que estejamos lá no fundo, é possível restabelecer-se e manter-se de pé. São Paulo diz que da fraqueza é que tiramos força: quando estou fraco é aí que sou forte.


As nossas cicatrizes, os nossos remendos, esta vida tantas vezes fragmentada pode ser equiparada à técnica Kintsugi dos artesãos japoneses. As nossas cicatrizes, sinais das nossas quedas, podem ser testemunho, podem ser uma grande força para o caminho e uma inspiração para aqueles que estão feridos, aqueles que estão a enfrentar momentos de maior fragilidade, de queda…


É possível recomeçar a vida sempre que for necessário.




48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo