Buscar
  • Antonino de Sousa

caminhar com alegria

14º domingo tempo comum - c

Acabamos de perceber que as leituras deste domingo nos vêm falar sobre a alegria. E este tema diz respeito a todos nós que aqui estamos, porque todos nós sentimos a alegria, todos nós experimentamos a alegria, todos somos chamados a procurarmos a alegria, porque às vezes a alegria escapa-nos, porque há momentos menos bons na nossa vida em que não a sentimos, que não temos vontade para rir.

E hoje estas leituras dão um novo sentido à nossa maneira de entender a alegria, porque nos dizem diretamente que a alegria é uma condição daqueles que caminham, por isso, se nós caminhamos, se nós estamos em crescimento, se nós evoluímos então somos pessoas alegres!

Desta forma, a alegria tem de nos acompanhar, a alegria é um dom de Deus na nossa vida e a alegria é um sinal de saúde interior, é algo que precisamos de procurar em todas as situações da nossa vida, mesmo nas mais difíceis de entender e aceitar. Estar vivo é a nossa maior alegria.

E se a alegria falha na nossa vida, se não a encontramos nós temos de entender isso como uma campainha que toca, e perguntar o que é que está a acontecer, porque é que me falta a alegria, porque é que a alegria não me visita, que obstáculo há em mim para que a alegria não se manifeste?

A 1ª leitura apresentava-nos a imagem de uma mãe que consola o seu filho e lhe diz: “Coragem! Alento! Não chores! Sê alegre, porque só assim serás feliz!”. É assim que Deus age connosco, pega-nos ao colo, consola-nos para nos dar motivos de alegria.

Por isso, a alegria deve marcar a nossa vida, deve ser procurada através de uma vida tranquila, serena, deve ser procurada naquelas pessoas que vivem em paz e partilham a paz.

Há uma expressão muito gira que nós costumamos a usar: um santo triste é um triste santo. Porque os santos devem manifestar a sua alegria. E da mesma maneira, nós cristãos devemos encontrar e partilhar a alegria para não sermos tristes cristãos, para não sermos pessoas tristes.

E como é que encontramos a alegria?

Às vezes pensamos que vamos encontrar a alegria no sucesso, na abundância, na afirmação, no poder, na eficácia, na realização e que isso é a fonte da nossa alegria.

Mas Jesus hoje vem-nos dizer que não nos devemos alegrar por isto, mas que nos devemos alegrar porque a alegria é uma coisa maior, é um sentimento maior, a alegria tem que ver com a paz interior, tem que ver com a forma como nós encaramos a vida, tem que ver com a forma como nos damos aos outros.

O evangelho dizia-nos: “Não vos alegreis porque tendes poder sobre os espíritos, alegrai-vos antes porque os vossos nomes estão escritos no céu.” Queridos amigos, acredito que a alegria é aquilo que viveremos naquilo a que chamamos de céu.

Por isso, sejamos alegres, procuremos viver de uma maneira alegre e feliz, procuremos a serenidade, porque nós conseguimos contagiar a vida dos outros com o nosso sorriso, com a nossa alegria, conseguimos encontrar esta alegria no exemplo de Cristo, que nos deu as coordenadas para encontrarmos a alegria e para vivermos esta alegria nas relações que estabelecemos uns com os outros.

Sejamos alegres e tornemos os outros felizes!


#meditacao #dehonianos #dehonians

0 visualização